BLOG DA LU

Coloração pessoal e cores de cabelo

post 57 - Coloração pessoal e cores de cabelo - Khloe Kardashian

Gente, no mês de julho vocês acompanharam aqui no blog as maquiagens e cores de cada uma das 12 cartelas. Hoje é dia de falar de coloração pessoal e cores de cabelo e, para isso, conversei com dois profissionais em quem confio muito: a Priscila Delfino, que trabalha na área há 17 anos, e o Abner Matias, cabeleireiro há 25 anos. Para não perder nadinha do que eles falaram, vejam abaixo as entrevistas:

Priscila Delfino, da Cabelaria

post 57 - Coloração pessoal e cores de cabelo - Priscila Cabelaria

Lu: Qual a relevância de analisar a coloração pessoal e cores de cabelo para suas clientes?

Priscila: Só assim escolhemos uma cor de acordo com as necessidades da cliente, harmonizando a coloração com sua beleza e a mensagem que ela quer expressar.

 

Lu: Que dica você daria para um consultor de imagem que precisa ajudar sua cliente a definir sua coloração de cabelo?

Priscila: No caso do uso da cartela de cores de cabelo, é essencial o contraste pessoal. Às vezes, a cliente tem cartela quente e quer ficar ruiva. Muitas vezes, ela acha que qualquer ruivo vale. Alguém de outono quente, por exemplo, pode ficar pálida com ruivo muito claro, pelo erro na profundidade da raiz.

 

Lu: Cor uniforme, luzes, raízes em tons diferentes das pontas: pode tudo em toda cliente?

Priscila: Tudo depende da cor natural em relação a sua cartela. Em geral, as cartelas claras ficam bem sem muita diferença de contraste. Nas escuras, caem melhor tons escuros, pelo menos na raiz. Nas cartelas suaves, em geral, tons mais neutros e levemente acinzentados funcionam bem. As brilhantes ficam bem com cabelos contrastantes com a pele, já mechas perto da raiz podem abaixar muito o contraste e tirar o brilho da pele. Para as quentes, é bom ter certeza do contraste, mas tanto uma cor chapada como com mechas pode funcionar, contanto que seja quente. Nas frias, geralmente o próprio tom natural funciona bem e, se for para terem mechas, que sejam em tons frios.

 

Lu: E o que não pode?

O maior erro é usar uma característica oposta à da cartela da cliente. Uma cartela clara fica muito pesada com uma cor escura. Uma cartela fria fica pálida com uma cor quente, uma cartela suave fica com aspecto de suja com cor muito vibrante e assim por diante.

 

Lu: Quais são as cores-tendência do momento?

Priscila: Acho que os ruivos têm ganhado muito espaço. É delicado até para quem tem pele fria, que pode escolher um ruivo nude, pois tem a nuance mais acinzentada de todas.

 

 

Abner Matias, proprietário do Abner Centro de Beleza e cabeleireiro e maquiador da Guerlain no Studio Satch

post 57 - Coloração pessoal e cores de cabelo - Abner

Lu: Qual a relevância de analisar a coloração pessoal e cores de cabelo para suas clientes?

Abner: Fazer a análise de coloração pessoal garante a indicação de um novo visual, que valoriza a beleza de forma personalizada.

 

Lu: Que dica você daria para um consultor de imagem que precisa ajudar sua cliente a definir a coloração? 

Abner: Uma superdica é se inspirar em uma foto da pessoa com idade entre 6 e 8 anos. Nessa fase, revelam-se os tons naturais mais harmônicos de uma pessoa.

 

Lu: Cor uniforme, luzes, raízes em tons diferentes das pontas: pode tudo em toda cliente?

Abner: Pode tudo, desde que a cliente segure o look! A personalidade, o biótipo e o estilo definem a escolha da técnica de coloração.

 

Lu: Quais são as cores-tendência do momento? 

Abner: Para mim, é difícil definir uma tendência em cores. Prefiro pensar em “cores emocionais”, que são aquelas cores que levam a cliente a uma época ou a um lugar de muita satisfação com sua imagem. E aí pensamos em repaginar de maneira natural.

 

Lu: Que mensagem passam uma morena, uma ruiva e uma loira?

Abner: Hoje em dia, as regras e “mensagens” ficaram no passado, pois são lidas de acordo com o repertório e as crenças de quem as lê. Não devemos definir uma pessoa através da cor do seu cabelo, e sim da personalidade e do estilo.

 

Lu: Além da coloração o que mais você considera na hora de indicar um corte para uma cliente?

Abner: Considero primeiro o desejo, seguido de uma análise de harmonia, textura, densidade e estilo. O objetivo é propor um corte que seja real e que se adeque ao seu estilo de vida e à sua expectativa.

 

Serviço:

Cabelaria

Rua Joaquim Antunes, 70 – Pinheiros – São Paulo – SP

(11) 3083.4356

cabelaria.com.br

 

Abner Centro de Beleza

(16) 3371.8375

Instagram.com/abnercdebeleza

 

Studio Satch

(11) 3456.3533

instagram.com/studiosatch

Posts Relacionados

X