BLOG DA LU

A fabulosa exposição de Tomo Koizumi na Japan House

exposição na Japan House

Aproveitando que a querida professora Beth Venzon (que, aliás, tem um workshop online incrível a partir da semana que vem) passou por São Paulo, fui ver a exposição “O fabuloso universo de Tomo Koizumi”, na Japan House, em São Paulo.

Fã do trabalho de John Galliano na Dior desde a adolescência, o estilista sempre mirou na fantasia – da formação em artes plásticas à dedicação exclusiva à moda, em 2011. E é isso que a gente vê nessa mostra gratuita e inédita no Brasil, que ocupa o térreo da Japan House.

exposição Japan House

Tomo ganhou projeção mundial no ano passado, quando se destacou na NYFW com suas criações que usam até 100 metros de organza japonesa. As cores e volumes extravagantes representam o seu universo recheado de criatividade. E eu e a Beth, claro, ficamos encantadas com este designer de 32 anos que foi praticamente descoberto em meio ao anonimato.

Segundo a revista Elle, a marca Tomo Koizumi nasceu depois que uma amiga postou uma foto usando uma de suas criações, que chegou até o dono de uma multimarcas, e ele acabou se encantando pela peça. Enquanto sua marca crescia, ele foi assistente de figurino de diversos designers japoneses e, em 2016, vestiu ninguém menos que Lady Gaga durante uma visita ao Japão. Daí para a NYFW foi um pulo – com um empurrãozinho de Katie Grand (na época, editora-chefe da revista LOVE), que também ficou obcecada por seu trabalho.

Não é de se admirar que ele tenha chamado tanto a atenção: os vestidos enormes e supercoloridos – como vocês podem ver nas fotos que eu fiz – são realmente impactantes. Na exposição que visitamos estão 13 peças, incluindo três criadas exclusivamente para esta mostra, bem como o vídeo do icônico desfile em Nova York e detalhes que mostram um pouco dos bastidores criativos e da história meteórica desse estilista. “Suas peças são o perfeito encontro da intimidade do trabalho manual ao glamour, sofisticação e teatralidade. Para criar peças de grande impacto, mescla fontes tradicionais e populares do Japão como os mangás, robôs e o estilo Lolita”, conclui Natasha Barzaghi Geenen, diretora cultural da Japan House São Paulo.

A mostra fica em cartaz até o dia 10 de janeiro de 2021 e vale muito a visita.

Serviço:

Japan House

Avenida Paulista, 52 – Bela Vista – São Paulo/SP

De terça-feira a domingo, das 11h às 17h

Posts Relacionados

X